Ao chegar a Fernando de Noronha, é obrigatório o pagamento da Taxa de Preservação Ambiental (TPA),destinada à manutenção urbana da ilha. O valor a ser pago varia de acordo com os dias de permanência e custa a partir de R$64,25. O pagamento pode ser feito à vista, cartões de crédito, cheque, dólar, euro, etc. O que for melhor para você.

Se, por acaso, você resolver estender sua viagem após a entrada na ilha, deve procurar o balcão no aeroporto até o vencimento inicialmente previsto e renovar o período de permanência no arquipélago. Vontade de ficar mais uns dias não faltarão.

Mas, se precisar voltar antes do dia programado e pago ao entrar em Noronha, não se preocupe. Você pode solicitar restituição da diferença antes de embarcar para o continente.

Para agilizar o tramite de entrada, a TPA pode ser paga pela internet. Através do link: http://noronha.prontotecnologia.com.br/siteAdministracao.do?method=exibirTelaPagamentoTaxaPreservacaoAmbiental.

Se optar por este tipo de pagamento, tenha em mãos todas as informações sobre a viagem. É preciso preencher uma ficha online com dados como: voo, local de hospedagem e dias de permanência. Não se esqueça de levar o boleto e o comprovante de pagamento para apresentar ao chegar à ilha.

Existem duas filas: uma para quem vai efetuar o pagamento na hora e outra para quem já pagou pela internet. Se certifique de que você está na fila correta. Depois é só pegar sua bagagem na esteira e você já estará oficialmente no paraíso.

Seja bem vindo!

Tempo de Permanência
(em dias)
Valor da TPA
(em R$)
1 64,25
2 128,50
3 192,75
4 257,00
5 316,11
6 362,37
7 408,63
8 454,89
9 501,15
10 547,41
11 624,51
12 714,46
13 817,26
14 932,91
15 1.061,41
16 1.202,76
17 1.356,96
18 1.524,01
19 1.703,91
20 1.896,66
21 2.102,26
22 2.320,71
23 2.552,01
24 2.796,16
25 3.053,16
26 3.323,01
27 3.605,71
28 3.901,26
29 4.209,66
30 4.530,91
Lei nº 11.704. art, 86, itens I, II e III - O valor da Taxa de Preservação Ambiental que se referir aos dias excedentes ao período inicialmente previsto, será cobrado em dobro, quando a permanência do visitante ou turista no Arquipélogo de Fernando de Noronha não estiver devida e previamente agendada autorizada pela Administração Geral.