A ilha recebe a tocha no Dia Mundial do Meio Ambiente (Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo)

Fernando de Noronha vai receber Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016, no dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. A ilha é considerada uma localidade de “Operações Especiais” pelo Comitê Organizador para captação de imagens que serão divulgadas em todo o mundo. Foram do Distrito escolhidos dez moradores  para conduzir a pira olímpica. Segundo informações do governo,a seleção foi feita em conjunto pela Administração do Distrito, empresários instituições locais, Conselho Distrital e a comunidade.

A relação conta com os seguintes nomes: Gilvanio Ferreira da Silva, Zaira Matheus, Tânia Brito,  Patrick Tamberg , Thor Moreira Lima, Renê Jerônimo, Edson da Silva, Douglas David Alves, Ademir Rogério Ventura e Luís Eduardo Antunes. Além desses nomes ainda vão conduzir a tocha os moradores da ilha, Léo Veras e Felipe França, convidados dos patrocinadores do evento, e a jornalista Carol Barcellos, convidada do Comitê Olímpico Internacional.   “A passagem da Tocha por Fernando de Noronha será um momento único, que ficará marcado na história da ilha. Todos poderão acompanhar o trajeto do fogo olímpico e com certeza também farão parte desse momento inesquecível na vida de qualquer pessoa”, disse o administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes.

Entre os nomes  da  lista da relação local estão   duas mulheres. “Só agora me dei conta que somos apenas duas mulheres entre os condutores. Eu me sinto privilegiada, com a sensação única, uma emoção forte, porque as Olimpíadas são o máximo que alguém pode atingir no seu desenvolvimento com o corpo e com os seus limites”, afirmou a bióloga, Zaira Matheus. A expectativa é grande também para outra mulher que irá participar do evento, a radialista Tânia Brito. “Conduzir a Tocha Olímpica é um sonho, estou me sentindo super privilegiada. Aqui na ilha há outras mulheres que podem representar muito bem Noronha, então ser escolhida é uma honra e eu espero conduzir bem”, comemorou a comunicadora que também é corredora.

O mais antigo corredor de Fernando de Noronha, Renê Jerônimo, também estará presente no revezamento. Para o atleta, que tem 75 anos, fazer parte do evento é um marco na sua história de vida. “Foi muito bom ter sido escolhido. Eu fui o primeiro a ter o nome na lista dos condutores de Noronha. É uma alegria grande para mim e também para a comunidade noronhense. A passagem da tocha vai valorizar mais ainda o esporte em Fernando de Noronha, além de ser importante para a história da ilha. A tocha será passageira, mas deixará boas lembranças”, afirmou Seu Renê.

Para o também corredor, Ademir Ventura, que já tem uma história de conquistas atléticas não só na ilha, ser condutor é a concretização de um sonho. “É a realização de um desejo, não só meu, mas de todos os atletas amadores que sonham um dia participar de uma Olimpíada. Estou emocionado só de falar, imagine no dia, que representarei a comunidade noronhense com a tocha em minhas mãos”, contou.

Em Pernambuco, além de Noronha, mais 16 cidades vão receber a Tocha: 26/05 Petrolina; 27/05 Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó e Cabrobó; 30/05 Garanhuns, Lajedo e Caruaru; 31/05 Gravatá, Jaboatão dos Guararapes e Recife; 01/06 Ipojuca e Porto de Galinhas; 02/06 Olinda, Igarassu e Goiana.

Perfil dos condutores de Fernando de Noronha:

Gilvanio Ferreira da Silva

O corredor que receberá a Tocha na Praia do Sueste, é natural de Fernando de Noronha. Participou ativamente da criação das duas unidades conservação federais e trabalha desde então na fiscalização ambiental do Instituto Chico Mendes

Zaira Matheus

Bióloga que levará a pira no barco, é especialista em fotografia subaquática, vive na ilha desde 1999 e dedica grande parte de sua produção à colaboração com pesquisa científica e projetos educacionais e culturais. Muitas fotos de Zaira alimentam  o banco de imagens dos programas científicos que atuam nas ilhas oceânicas brasileiras e em diversas unidades de conservação marinhas do país.

Thânia Brito

Corredora, praticante de triatlo e radialista, participa de todas as competições na ilha e representa Noronha mundo a fora. Apresenta há 17 anos o programa de rádio “Balaio de Gato”, na Rádio FM Noronha, levando informação e entretenimento  para a comunidade.

Patrick Tamberg

É o maior representante de Fernando de Noronha na prática do surfe, sendo treta campeão noronhense. Participou de muitos campeonatos nacionais e internacionais, levando o nome da ilha para vários países.

Thor Moreira Lima

Jovem de  18 anos, morador de Fernando de Noronha é portador de Síndrome de Down. Frequenta academia diariamente, malha, pedala e também é músico. Toca zabumba em uma banda de forró com formada por jovens especiais. O grupo Xote dos Milagres  foi criado pelo professor e sanfoneiro Felipe França.

Renê Jerônimo

Morador da ilha de 75 anos, há mais de 20 começou a correr e, deste então, não parou. A partir daí começou motivar os moradores de Noronha a iniciar a prática do esporte. Aos poucos o número de adeptos da atividade começou a crescer. Renê virou sinônimo de corrida na ilha, com isso, criaram o grupo “Coração Valente de Fernando de Noronha” para participar de competições. Com isso, surgiu a Corrida de Rua Renê Jerônimo, programada para  que primeiro sábado de agosto.

Edson da Silva

É militar, suboficial Especialista em Comunicações, representante do Destacamento da Aeronáutica de Fernando de Noronha.

Douglas David Alves

O atleta iniciou a carreira no vôlei em Fernando de Noronha no ano de 1992, aos 13 anos, quando estudava na Escola Arquipélago. Já no continente, foi convocado para a Seleção Brasileira sub-18 e sub-20. Pelos clubes que jogou foi hexacampeão da Superliga, tricampeão Sul-americano e campeão mundial interclube, além do título de campeão mundial militar em 2011.

Ademir Rogério Ventura

Morador de Fernando de Noronha há mais de 28 anos e corredor há 4 anos. Destaque em todas as provas de corrida que participa, tendo conquistado o 1º lugar na etapa do PE na Pista que ocorreu em abril deste ano, em Fernando de Noronha.

Luís Eduardo Antunes

Administrador da ilha, atuou na  Secretaria Executiva de Turismo e Lazer da Prefeitura do Recife, foi presidente da Empresa Pernambucana de Turismo  e também é adapto das corridas de rua.

 

Terça-feira, 24/05/2016, às 16:13, por Ana Clara Marinho.

Fonte: Clique aqui.