A temporada de ondas tem proporcionado espetáculos no mar, março trouxe um swell atrás do outro, paredões de água, para felicidade dos surfistas.  Mas poucos têm coragem de dropar com stand up paddle. O baiano Roberto Vieira viu a previsão de mar gigante e chegou a Fernando de Noronha para viver momentos inesquecíveis. Em 2012 ele foi o primeiro a usar stand up para surfar uma onda com a cinco metros de altura, a maior até aquele momento. Esse ano a conquista foi ainda maior, Roberto deslizou numa onda de seis metros de altura, mas para isso teve que passar por uma aventura perigosa.

“Na praia estava impossível de entrar no mar, os locais estavam entrando pela Baía dos Porcos, o que eu fiz, foi a entrada mais perigosa que fiz em minha vida. Eu tive que contornar as pedras, as ondas vinham com muita força. Quando eu pulei a quilha da prancha bateu nas pedras e eu quebrei a quilha. Eu saí remando igual a um louco porque se a série me pegasse me jogaria nas pedras, cruzei o Morro Dois Irmão, remei até a Praia do Bode e saí”, contou.

Roberto Vieira insistiu. “Eu fiquei no Bode, levando ondas uns 40 minutos quando Deus abriu uma porta e consegui entrar e cumpri a missão, perdi o remo, mas consegui, peguei uma onda de 18 pés (cerca de seis metros de altura).  No Brasil foi a maior onda que eu peguei, o prazer é enorme “, falou o surfista.

O atleta fez a viagem para viver a aventura em Noronha, fez um investimento na emoção. “A viagem é cara, mas vale cada centavo, Fernando de Noronha é linda, é um lugar que eu amo. Eu visito a ilha desde 2005, já tenho uma história”, finalizou Roberto Vieira.