Um grupo de empresários, profissionais que trabalham em Fernando de Noronha e o ator Paulinho Vilhena (foto cima) se uniram para fazer boas ações para os jovens da ilha. Eles visitaram o Centro Integrado Bem-Me-Quer, que atende 250 crianças com idade de até seis anos, para avaliar as necessidades e fizeram uma doação.

Estudantes escolinha 

“O festival Ilha Drinks está doando seis meses de café e derivados de milho para consumo dos estudantes. Nós também reunimos os principais especialistas em coquetéis de Noronha e produzidos drinks, que foram vendidos e o valor arrecado, R$ 1.980,00, será usado para a compra de material para os alunos”, falou Waldir Calado, criador do Ilha Drinks.

Os empresários Cláudio Xavier, Sheila Assis e Pippa Gonzalez, da Distribuidora Dois Irmãos, também se comprometeram a ajudar. O centro de educação tem onze salas e sete aparelhos de ar condicionados quedados, entre outras necessidades. “Nós identificamos a falta de colchões e de geladeira, a Distribuidora Dois Irmãos vai doar de imediato. O grupo também vai discutir as prioridades, que são agendas e ar condicionados”, falou Pippa Gonzalez.O ator Paulinho Vilhena tem arrecadado doações para os jovens da ilha, num trabalho desenvolvido com a Casa Neuronha. Ele vai em busca de verba para adquirir material escolar, solicitado pela direção da escolinha. “Nós temos uma lista de material, já conseguimos levantar uma parte e estou em busca de uma nova doação com uma amiga”, falou Vilhena.

“A ideia de tentar ajudar e conseguir um melhor bem-estar para as crianças é perfeita. As vezes um dono de pousada doa frutas, qualquer doação sempre é bem-vinda”, disse a gestora adjunta do Centro Bem-Me-Quer, Tayne dos Santos.

“Eu amo esse lugar, as pessoas me recebem bem, com o maior carinho do mundo. A gente precisa olhar para quem vem depois, que são as crianças, temos que dar o mínimo de infraestrutura e de cuidado. Na verdade, é só juntar as pessoas que pensam igual e sabem qual é a real importância disso e fazer força. A Casa Neuronha tem essa preocupação”, finalizou Paulinho Vilhena.