Ele usa cabelo encaracolado, tipo black power, casaco mesmo na praia e o celular é um companheiro inseparável. Matheus Macedo de Souza (foto acima) tem 16 anos de idade é o estudante de Fernando Noronha selecionado para participar do Programa Ganhe o Mundo, do Governo do Estado. O aluno da Escola Arquipélago disputou vaga com outros jovens da rede estadual e  foi aprovado, vai estudar no exterior, no segundo semestre embarca para o Canadá.

 “Eu aprendi inglês jogando no celular e indo as aulas do curso,  quando fui fazer a prova eu não estavamuito interessado em passar, mas acabei passando. Eu achei que outras pessoas tirariam notas maiores, quando recebi o resultado achei que estavam tirando onda comigo. Estou felizaço na verdade ”, falou Matheus. 

Agora o jovem já acredita e está muito ansioso. “Eu não sou uma pessoa acostumada em fazer as coisas em casa, agora tenho que me adaptar aos afazeres domésticos. Eu sempre pedi a minha mãe para me colocar em outra escola para ter uma experiência, agora vou ter a experiência. O máximo que fiquei fora de Noronha foi uma semana no Rio de Janeiro num projeto da escola”, contou o estudante.

 Garoto prodígio

Aos cinco anos de idade Matheus já sabia todas as capitas de países do mundo. O tempo foi passando e o garoto mudou o direcionamento, especializou-se em robótica, matemática e astronomia. “Eu troquei os países pelos números, pretendo cursar engenharia eletrônica, mecatrônica ou matemática. Essa ida para o Canadá deve me ajudar na astronomia, lá é outro tipo de céu, eu vou aprender os dois”, disse. O irmão de Matheus, Vitor Macedo, é professor de astronomia e é o coordenador do grupo Noronha Nas Estrelas. “É um orgulho meu irmão ter sido o selecionado, mas isso é merecimento. Apesar de muitas vezes parecer não ser muito esforçado, ele é extremamente. Acho que essa viagem vai abrir as portas para conhecer outra realidade fora da ilha.  Matheus vai poder desenvolver novos trabalhos. Ele vai acabar divulgando as atividades que nós fazemos aqui também”, disse o professor e mentor. O irmão e professor também tem um peteado um pouco fora do tradicional. “No cabelo acho que eu estou seguindo o estilo de Matheus”, brincou. “O meu cabelo é assim porque eu tenho preguiça de arrumar, espero que faça sucesso no Canadá”, finalizou Matheus.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/blog/viver-noronha/post/garoto-prodigio-na-infancia-aluno-de-fernando-de-noronha-e-escolhido-para-estudar-no-exterior.html