A partir de agora as pousadas de Fernando de Noronha devem seguir as regras estabelecidas pela Administração da Ilha para contratação de mão de obra do continente. Segundo o Governo, as normas foram elaboradas levando em consideração os critérios de hospedagem utilizados em todo o mundo. O cálculo é feito com base no número de apartamentos (UH), de cada estabelecimento.

“Uma pousada pequena, com até cinco apartamentos, terá direito a dois funcionários. As pousadas de médio porte, com seis até dez quartos, podem ter quatro profissionais do continente. Já as grandes pousadas, com com 11 apartamentos ou mais, terão a possibilidade de trazer um profissional por cada quarto”, explicou a coordenadora de Turismo da Administração da Ilha, Simone Jar. Nos períodos de alta estação esses números podem ser flexibilizados em até 15%.

“Esta portaria tem o objetivo nortear as decisões para a demanda para entrada de profissionais em Noronha, que vem crescendo a cada dia. Vamos colocar em prática a partir de agora e é possível que seja preciso alguns ajustes, estamos dispostos a melhorar, conforme a necessidade”, informou o administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes.

É com base nesses novos critérios que a Administração do Distrito vai analisar os pedidos para entrada de funcionários com isenção da Taxa de Preservação Ambiental (uma espécie de imposto ecológico cobrado dos visitantes da ilha). O Governo regula e entrada de pessoas em Fernando de Noronha para planejamento de ações de infraestrutura, educação e saúde. Os especialistas acreditam que um número muito alto de moradores pode comprometer a preservação do meio ambiente, uma vez que cresce a produção de esgoto e lixo.O Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indica que a ilha tem cerca de 2.400 pessoas, mas a Administração do Distrito acredita que na realidade Noronha deve contar com cerca de 4.800 pessoas. Além dos chamados moradores permanentes, vivem na ilha os moradores temporários, que são os funcionários de empresas. As normas para prestadores de serviço estão sendo estabelecidas neste momento para as pousadas, numa segunda fase determinados critérios para trabalho nos restaurantes em seguida nos outros seguimentos.   

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/blog/viver-noronha/post/governo-regulariza-normas-para-entrada-de-profissionais-para-trabalhar-nas-pousadas-em-fernando-de-noronha.html