Os profissionais vão trabalhar na Administração da Ilha (Foto: Ana Clara Marinho/TV  Globo)
O Tribunal de Justiça de Pernambuco julgou o agravo do Governo do Estado solicitando autorização para dar seguimento ao processo seletivo para contratação de 301 profissionais. Os servidores devem trabalhar na Administração da Ilha, em Fernando de Noronha.  O caso foi avaliado por três desembargadores e o resultado final foi dois votos favoráveis ao seletivo enquanto o relator, José Américo, votou contra. Os votos favoráveis foram dados pelos desembargadores Erick Simões e José André. “Foi uma vitória bonita que dá condições à Administração do Distrito fazer as contratações necessárias dos servidores para Noronha”, comemorou o conselheiro distrital, Milton Luna, que acompanhou a votação do TJPE, no Recife.
O processo estava paralisando desde julho, quando o juiz da Vara da Fazenda, Edvaldo José Palmeira, acatou os questionamentos do deputado estadual Edilson Silva (Psol), que não concordava com o fato das inscrições do seletivo serem realizadas na ilha e também a forma de contratação. Com o julgamento o Governo agora  pode dar andamento ao processo. O seletivo foi promovido para contratar profissionais de diversas áreas com salários que variam de R$ 1.200,00 a R$ 18.000,00.

 

 

Fonte