Esta semana Fernando de Noronha recebeu a visita de um piloto que chegou à ilha a bordo de uma aeronave que mais parecia um brinquedo. César Gontijo pousou num Super Petrel (foto acima),  avião de fabricação brasileira com 6,25m (incluindo asas),  é praticamente um buggy voador. “Este é um avião nacional e eu resolvi fazer o voo para que as pessoas reconheçam o valor do que é feito no Brasil.  Nós somos referência mundial, eu sou um amante da aviação. Eu fui informado que este é o menor avião a tocar no solo de Noronha, fico muito orgulhoso”, falou o piloto.

O aventureiro saiu de São Paulo no dia 8 de dezembro, passou por Cachoeiro, Porto Seguro, Aracajú , Natal e Fernando de Noronha. A viagem entre a a capital potiguar e a ilha (cerca de 300 quilômetros) foi feita em 2 horas e 18 minutos. “O avião tem capacidade para duas pessoas, mas eu fiz a viagem sozinho, precisei transportar 60 litros de combustível para poder voltar”, contou.

O percurso total da aventura vai somar 7.800 quilômetros. Apesar de ser um piloto experiente, esta foi a primeira vez que visitou a ilha. “Eu fico envergonhado como brasileiro de ter conhecido diversos lugares em todo o mundo e só agora ter visitado Noronha. Quem quiser conhecer um lugar lindo e ficar deslumbrado deve marcar uma passagem para Fernando de Noronha”, disse Gontijo.

O piloto foi homenageado numa cerimônia no Destacamento da Aeronáutica pela aventura. “Eu sou da Somaero (Sociedade dos Amigos da Aeronáutica), tive todo apoio da Aeronáutica na ilha. A torre é de uma grande competência, um espetáculo. Eu quero agradecer  por tudo”, finalizou César Gontijo que passou dois dias na ilha.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/blog/viver-noronha/post/piloto-visita-fernando-de-noronha-num-micro-aviao.html